02 março, 2014

MY Mtvê

Quem nunca quis ser um VJ?

Esse post já estava pronto há muito tempo, na verdade, não sei porque resolvi criar coragem para posta-lo somente agora, mas antes tarde do que nunca não é mesmo? Bem, acredito que não apenas eu mas muitos, que tiveram em suas tardes um espaço reservado para o canal 32 do UHF, puderam acompanhar e relembrar alguns momentos incríveis que foram resgatados nos últimos suspiros da Mtv na tv aberta. Toda a programação nessa reta final foi muito emocionante e o clima de saudosismo, pra quem pode - e soube - usufruir do melhor do canal ao longo desses quase 23 anos, se manifestou através de nós na garganta e aquele sufocante aperto no peito, que a despedida nos trás de presente (poxa que fossa).






Ao longo dos dias, foram sendo exibidas e reprisadas em sua programação um conteúdo especifico, que contavam com alguns programas especiais, outros que ainda compunham a grade da emissora, alguns dos shows acústicos mais memoráveis produzidos pelo canal como os do Legião, Cassia Eller, Titãs entre outros (...), Vmbs, o "MY Mtv" que se tratou de um apanhado de programas e melhores momentos de alguns dos vários ex-Vjs que retornaram a casa para se despedir, além de agradáveis surpresas como a de ter Sarah e Sabrina apresentando o Disk (agora sim) pela ultima vez.






Acústicos Mtv - ou  tesouros da musica nacional, como queiram.

Passando por cima de todos os problemas e comentários pessimistas, de fato, pode-se dizer que a Mtv fez uma enorme contribuição para a tv aberta nacional, uma pena que poucas pessoas consigam enxergar e ser humildes o suficiente para reconhecer isso.

As poucas mais de duas décadas, foram o bastante para a emissora acumular, além de uma má fama, um acervo de arquivos histórico, programas atemporais, nonsenses, bizarros e muito marginalizados pela hipocrisia, mas em sua grande maioria, ricos em conteúdo e produzidos de forma altamente criativa, criatividade essa que sobrava e podia ser vista muitas vezes logo de cara em suas chamadas e nos próprios cenários que muitas vezes não passavam de um mero chroma key XD.

Piores clipes do mundo com Marcos Mion

Discussão épica de João Gordo com Dado Dolabella

Acho que este episódio dispensa comentários haha!



 Mesmo munida de poucos recursos, em comparação as "grandes emissoras", conseguiu quebrar tabus, debateu e argumentou não apenas com jovens, mas com todos os que se propunham a ouvir e a expor o seu ponto de vista, de forma aberta, sem rodeios e temores de ser sensurada. E tudo isso muito antes do termo "Tv interativa" se popularizar.

Maior arrependimento: não ter ido a nenhum Mtv na rua. :(

Neura Mtv - casal neura que saudades haha!

AFátima e o Bonner da Mtvê



A Mtv certamente se junta a um pequeno grupo seleto de "nostalgices boas" que teimo guardar em um lugar especial em minha vida, um lugar que não é para qualquer um, ou para qualquer coisa, mas sim, para aqueles cujo a mensagem foi captada, que fizeram por merecer serem lembrados com muito respeito e carinho.

Coladinho com o Disk vinha o Video clash, que dava direito a interação entre DiDi e Sarah Oliveira todas as tardes.

O mochilão Mtv, também teve a sua versão com o Léo Madeira. Quem lembra?

Existiu coisa mais utilidade publica que o Top Top? Acho que não.



Irei sempre associa-la àquelas tardes pós aula, aos clipes que vi estrearem na programação e no Disk, as contagens regressivas clipe após clipe, as reprises e mais reprises, aos programas e Vj´s marcantes, as vinhetas macabras, bizarras e também as engraçadas. Mas acima de tudo,  vou me lembrar de autenticidade, que infelizmente é algo cada vez mais questionável nos veículos de comunicação, principalmente na tv.





20 fevereiro, 2014

O dia do curinga




O curinga (...) é um caso à parte; uma carta sem

relação com as outras. Ele está no mesmo monte das outras cartas, mas
aquele não é seu lugar. Por isso pode ser separado do monte sem que
ninguém sinta falta dele.

O dia do curinga - Jostein Gaarder

23 maio, 2012

Hulk esmaga Raaaaww!!!


Olá pessoal, bom, fiz um mix do antes e do depois, até por que gosto muito de Sketches, são muito agradáveis de se ver... E embora exista um - Ou vários - erros de proporção que a gente só percebe depois de scannear, eu gostei do resultado final.